Apresentação em PowerPoint ou PDF

Solicite Orçamento Online

*Nome:
 
*E-mail:
   
*Empresa:
 
*Telefone:
-    
*Cidade:
 
*Estado:
*Nº de Usuários:
*Período:
Valor mensal (R$):
Como nos achou?
Observações:

* Campos obrigatórios

Dúvidas? Ligue (11) 4452-6450

 

Depoimentos

Iara Teixeira Pires, Gerente de Processos e Tecnologia da Informação da Eurobras, Brasil:
"A eficiência de todos os funcionários subiu pelo menos 50%. Outro fator importante é que podemos customizar o controle de envio de determinados tipos de anexos, evitando a evasão de dados sigilosos. Tivemos um impacto positivo com o SpamTitan."

Laudenir Pegorini, Gerente de TI da Iguaçu Energia, Brasil:
"Uma das vantagens para nós é que a nova ferramenta funciona tanto com produtos Microsoft, quanto com os da Apple, já que utilizamos ambas as plataformas."

Veja mais depoimentos e cases do SpamTitan.

Notícias

Veja algumas notícias sobre ameaças via e-mail e SpamTitan divulgadas nas principais mídias.

Ligue SpamTitan (11) 4452-6450

Campanha DANRESA SPAMTITAN na revista Info de agosto de 2011

Info é a revista de tecnologia número 1 do Brasil. Mais de meio milhão de pessoas buscam em Info informações quentes sobre tendências, tecnologia e internet.
Veja o anúncio SpamTitan divulgado na revista Info, edição 306, mês de agosto de 2011, na página 4 do Caderno i.

Cibercrime liberou mais de 286 mi de programas maliciosos

05 de agosto de 2011

Nas últimas semanas, a Symantec observou uma onda de incidentes envolvendo segurança da informação. Parte dos ataques é reflexo do foco dos cibercriminosos a novas plataformas, pessoas e organizações. De acordo com o Relatório de Inteligência da companhia, os invasores liberaram mais de 286 milhões de diferentes programas maliciosos em 2010 e, em julho deste ano, uma em cada 280,9 mensagens de correio eletrônico incluía algum conteúdo malicioso. Já no Brasil, 1 em cada 332,1 e-mails continha conteúdo malicioso.

Fonte: www.decisionreport.com.br em agosto de 2011.

Artigo: vírus cria conta de usuário para dar acesso remoto a criminosos

19 de julho de 2011

Um dos principais objetivos de um cibercriminoso é ter total controle sobre a máquina de suas vítimas das mais diferentes formas possíveis. Os criminosos virtuais brasileiros têm o mesmo objetivo que todos os outros, porém, devido a sua cultura de imediatismo, quase sempre os ataques feitos dentro do país envolvem apenas a disseminação de trojans bancários.

Recentes atividades mostram que este comportamento está mudando lentamente: eles estão prontos para criar uma rede de computadores infectados e ter total controle sobre ela, roubando informações pessoais das vítimas e usando-a para disseminar spam de uma maneira muito criativa: registrando na máquina da vítima uma nova conta de usuário chamada “Remo”. Por meio dessa conta o cibercriminoso tem acesso e controle total remoto sobre as máquinas.

Fonte: itweb.com.br em julho de 2011.

SpamTitan barra mais de 99% de lixo eletrônico e aumenta produtividade em empresas

Eurobrás, Grupo Focus e Iguaçu Energia minimizam o impacto negativo de e-mails indesejados. Representante oficial do produto no Brasil, a Danresa oferece a seus clientes soluções de segurança e proteção contra spam, vírus, trojan e phishing.

O Brasil é o terceiro país com o maior número de spam no mundo, segundo resultado do Relatório Mundial de Ameaças à Segurança, produzido pela AVG Technologies, divulgado em junho. E o lixo eletrônico pode custar caro para empresas: aproximadamente R$ 1,5 mil por funcionário, de acordo com os dados da consultoria Nucleus Research nos Estados Unidos. Para acabar com o problema, a Danresa, consultoria de TI (Tecnologia da Informação) com mais de 12 anos de experiência no mercado, trouxe ao Brasil o SpamTitan. As empresas Eurobrás, Focus e Iguaçu Energia adotaram a solução em segurança em diferentes plataformas de tecnologia e tiveram uma redução em mais de 60% de e-mails na caixa postal.

Fontes: www.comuniquese.com.br, www.zemoleza.com.br em julho de 2011.

Crescimento descontrolado do Google+ produz chuva de spam

12 de julho de 2011

O Google ficou sem espaço de armazenamento para o sistema de rastreamento do Google+ no final de semana. Incapaz de armazenar as notificações – que chegam aos usuários da rede social quando outras pessoas os adicionam em Círculos ou comentam em suas postagens – o Google+ reenviou as mensagens repetidamente, causando uma pequena chuva de spams.

O vice-presidente sênior de engenharia do Google, Vic Gundotra, se desculpou pela onda de spams no sábado (09/07).

“Por cerca de 80 minutos ficamos sem espaço no disco do serviço que rastreia as notificações. Portanto nosso sistema continuou tentando mandar as notificações. Várias vezes seguidas. Uau. Não esperávamos atingir esse nível tão rapidamente, mas deveríamos ter previsto”, afirmou ele na mensagem do Google+.

Fonte: itweb.com.br em julho de 2011.

73% dos E-mails Enviados são Spam

Por Monica Campi, de INFO Online, Quarta-feira, 29 de junho de 2011 – 11h04

São Paulo – O volume global de spam sofreu sua maior queda desde 2008, registrando 39,2 bilhões de envios indesejados em junho deste ano.

De acordo com um relatório da Symantec, desde o fechamento da rede zumbi Rustock foi registrada uma constante queda no envio de mensagens spam. A última vez que havia sido identificado um decrescimento foi em 2008, quando a botnet McColo foi tirada do ar.

Segundo o estudo, em junho deste ano foi registrado que 72,9% dos e-mails enviados em todo o mundo eram spam. Uma queda de 2,9% com relação a maio.

Logo após encerrarem a Rustock em março, foi registrado o envio diário de 36,9 bilhões de spam. Este número subiu em maio para 41,7 bilhões e caiu novamente para 39,2 bilhões em junho.

Fonte: INFO Online, 29 de junho de 2011.

Estudo: Brasil é terceiro país em maior número de spam

22 de junho de 2011

A AVG Technologies anunciou o resultado do Relatório Mundial de Ameaças à Segurança, desenvolvido entre abril e junho deste ano. O estudo, que identifica tendências e desenvolvimento de ameaças online, apontou o Brasil como terceiro país em maior número de spam. Os Estados Unidos continuam em primeiro lugar na lista, com o Reino Unido em segundo lugar.

O resultado ainda apontou que o Brasil deve passar o Reino Unido novamente nos próximos três meses, apesar da língua inglesa ser muito mais usada nesse tipo de mensagem.
"Esta pesquisa é muito interessante, pois com ela podemos medir a evolução dos ataques e a colocação do Brasil no ranking mundial de vírus", comentou Mariano Samrell, diretor de marketing da AVG Brasil.

Fonte: tecnologia.terra.com.br em junho de 2011.