Work Items e fluxo de trabalho (CMMI)

A DANRESA Consultoria de Informática utiliza Work Items e fluxo de trabalho (CMMI) para gerenciar os projetos de fábrica de software, projetos de TI e desenvolvimento de sistemas com objetivo de garantir um produto final de qualidade, colaboração eficiente das atividades, quality assurance em cata etapa do ciclo de desenvolvimento.

A equipe da DANRESA Consultoria de Informática usa itens de trabalho para acompanhar, monitorar e apresentar relatórios sobre o desenvolvimento de um produto e suas características. Um item de trabalho é um registro de banco de dados que um membro da equipe cria no Visual Studio Team Foundation Server para gravar a definição, atribuição de prioridades, e estado de trabalho. O modelo de processo MSF for CMMI Process Improvement v5.0 define nove tipos de itens de trabalho: o requisito, a tarefa, a solicitação de mudança, os bugs, problemas, riscos, revisão, casos de teste e etapas compartilhadas. Os casos de teste e os passos comuns são especificamente para uso com o Test Runner e Microsoft Test Manager.

By defining individual work items and storing them in a common database and metrics warehouse, you can answer questions on project health whenever they come up. Work items, links between work items, and file attachments are all stored in the Team Foundation database for tracking work items, as the following illustration shows.

Por definição os itens de trabalho são armazenados em um banco de dados, você pode responder a perguntas sobre o andamento do projeto, sempre que for necessário. Os itens de trabalho, as relações entre itens de trabalho e anexos de arquivos são armazenados no banco de dados do Team Foundation para itens de trabalho de rastreamento, como mostra a ilustração a seguir.

Conceptual overview of work item usage

Definindo Requisitos, Tarefas, e outros tipos de Work Items


Você pode especificar e atualizar informações para itens de trabalho no formulário de item de trabalho. Os tópicos nesta seção fornecem detalhes sobre como você trabalha dentro de cada forma de item de trabalho.

Tarefas Conteúdo Relacionado
Requierement – Definir e acompanhar os requisitos funcionais e operacionais. A equipe cria requisitos para capturar e acompanhar como o produto deve resolver um problema do cliente. Uma equipe pode usar para descrever cenários requisitos e qualidade de serviço, segurança, funcional, operacional e critérios de interface do usuário.
Requisitos podem ter o status de fluxo de trabalho alterado para Proposto, Ativo, Resolvido e Fechado.
Change Request – Acompanhar e aprovar os pedidos de alteração. Uma equipe pode usar uma solicitação de mudança para acompanhar as mudanças propostas para alguma parte do produto ou linha de base. Um membro da equipe deve criar uma solicitação de mudança quando for proposta uma alteração a qualquer produto de trabalho que está no sistema de gerenciamento de configuração. O conselho de controle de mudanças deve analisar e aceitar ou rejeitar as alterações propostas. Se o conselho aceita um pedido de alteração, a equipe gera tarefas para implementar a mudança.
Solicitações de mudança podem ter o status de fluxo de trabalho alterado para Proposto, Ativo, Resolvido e Fechado.
Task – Acompanhar e avaliar o trabalho. A equipe cria tarefas para controlar o número de horas que deve gastar para implementar um requisito ou outra área de trabalho. Tarefas devem representar uma unidade de trabalho que pode ser realizado em um ou dois dias. Você pode quebrar as tarefas maiores em subtarefas menores.
Você pode criar uma tarefa para controlar o trabalho para desenvolver projeto de código, e executar testes, erros de endereço, e realizar testes de regressão. Além disso, você pode criar tarefas de apoio ao trabalho genérico que a equipe deve executar.
Ao acompanhar as horas de trabalho para cada tarefa, a equipe pode ter uma visão sobre o progresso que tem feito sobre o projeto.
Tarefas podem ter o status de fluxo de trabalho alterados para Proposto, Ativo, Resolvido e Fechado.
Você pode usar o trabalho restante e relatórios de taxa Burndown e Burn para monitorar o progresso da equipe, identificar problemas no fluxo de trabalho, e determinar a taxa de produtividade da equipe.
Bug – Abrir e rastrear bugs. Você pode acompanhar um defeito do código através da criação de um item de trabalho do tipo BUG. Com a criação de um bug pode-se relatar com precisão o defeito de uma forma que ajude os outros membros da equipe a entender o impacto total do problema. No BUG, você deve descrever os passos que levaram ao comportamento inesperado para que outros possam reproduzi-lo, e os resultados do teste devem mostrar claramente o problema. A clareza e detalhamento desta descrição muitas vezes impacta na probabilidade de sucesso na correção.
BUGS podem ter seu status de fluxo de trabalho alterdos para Proposto, Ativo, Resolvido e Fechado.
Você pode usar o relatório de status Bug para acompanhar o progresso da equipe para resolver e fechar bugs.
Issue – Definir e gerenciar os peoblemas ( issues ) que impedem o progresso. Você pode definir os problemas ( issues ) conhecidos ou potenciais  problemas ou impedimentos ao seu projeto através da criação de itens de trabalho do tipo Issue.
Quando uma ação eficaz é necessária, um problema pode traduzir-se em uma ou mais tarefas que a equipe deve realizar para mitigar o problema. Por exemplo, um problema técnico pode levar a um esforço de prototipagem arquitectónico. As equipes devem sempre incentivar seus membros a identificar problemas e garantir que eles contribuam com informações, tanto quanto possível sobre as questões que colocam em risco o sucesso da equipe.As equipes devem capacitar os indivíduos a identificar problemas, sem medo de retaliação por tentativas sinceras de expressar opiniões ou controversas.As equipes que criam e mantém ambientes positivos para problemas de gestão irá identificar e tratar mais cedo, mais rápido e com menos confusão e conflito do que as equipes que mantêm ambientes de risco negativos.Issues podem ter seu status do workflow alterados pata Proposto, Ativo, Resolvido e Fechado.
Você pode usar a pasta de trabalho Issues para analisar, classificar, e gerir os problemas.
Risk – Identificar e mitigar os riscos para o sucesso do projeto. A equipe usa o item de trabalho de risco para documentar um possível evento ou condição que pode ter um resultado negativo no projeto. Um aspecto crítico da gestão do projecto é identificar e gerenciar os riscos de um projeto. O item de trabalho de risco fornece campos específicos para registrar mitigação e planos de contingência e para acompanhar o impacto potencial dos riscos no esforço de desenvolvimento.
Riscos podem ter seu status de fluxo de trabalho alterados para Proposto, Ativo, Resolvido e Fechado.
Review – Registre os detalhes e decisões que a equipe faz durante revisões de código. A equipe usa o item de trabalho de revisão ( Review ) para documentar os resultados de um projeto ou revisão de código. O item de trabalho de revisão tem campos específicos para registrar informações detalhadas sobre como o design ou o código de acordo com os padrões estabelecidos pela equipe de trabalho, fábrica de software, ou arquiteto, permitindo a identificação de possíveis correções de código, nomenclaturas, código de relevância, extensibilidade, a complexidade do código, a complexidade algorítmica, e código de segurança. O item trabalho de revisão ( Review ) apoia a manutenção de um registro das decisões e trabalho que a equipe realizou para apoiar a qualidade do produto.
O tipo de work item Review pode ter seu status de fluxo de trabalho alterado para Ativo, Resolvido, e Fechado.
Test Case- Testar o aplicativo. A equipe usa casos de teste para definir testes que irão apoiar o teste de histórias de usuários. Você pode definir casos de teste manuais que especificam uma seqüência de ação e etapas de validação para ser executado, ou você pode especificar casos de teste automatizados que fazem referência a um arquivo de automação.nota
O produto recomendado para a criação e definição de casos de teste é Test Manager. Usando esta ferramenta, você também pode criar conjuntos de teste e configurações de teste que abordam a linha completa de critérios de teste para o seu projeto. Em configurações de teste, você pode especificar o ambiente de software em que você deseja executar casos de teste e suites de testes. Para mais informações, consulte Testando o aplicativo.
A work item do tipo Test Case pode ter seu status de workflow alterado para Design, Pronta e Fechado.
Você pode usar o relatório de teste de prontidão para determinar o progresso que a equipe está fazendo para a definição de casos de teste.
Shared Steps- Definir as etapas compartilhadas. A equipe usa etapas compartilhadas para agilizar definição e manutenção de casos de teste manuais. Em etapas compartilhadas, você define uma seqüência de ação e etapas de validação para ser executado como parte de um caso de teste. Muitos testes requerem a mesma seqüência de etapas a serem executadas por vários casos de teste. Com a criação de um medidas comuns, você pode definir uma seqüência de passos uma vez e inseri-lo em muitos casos de teste.importante
O produto recomendado para criar e definir etapas comuns é o Test Manager. Você pode ver esses tipos de itens de trabalho usando Team Explorer e Team Web Access, no entanto, você não pode usar Team Web Access para modificar ou atualizar certos campos.
Shared Steps pode ter seu status de fluxo de trabalho alterado para Ativo e Fechado.
Criando um requisito, uma tarefa, ou outro tipo de item de trabalho


Você pode criar um item de trabalho, abrindo o Team Web Access  ou o Team Explorer seguindo o procedimento nesta seção. Depois de criar um item de trabalho, você sempre pode modificar e adicionar detalhes como progride sprint.

Para criar um requisito, uma tarefa, ou outro tipo de item de trabalho

  1. Abra ou Team Web Access ou Team Explorer, e conectar-se à coleção de projeto de equipe que contém o projeto da equipe em que você deseja criar o item de trabalho.
  2. Escolha um dos passos abaixo
    • Em Team Web Access, encontre a quick launch area do painel de navegação, e clique em New Work Item. No menu de tipos de Work Item, selecione o tipo de work item desejado.
    • ou em Team Explorer, abra o menu Team, point to Add Work Item, and click the type of work item.

    O formulário de work item abre de acordo com o tipo de work item selecionado.

    CMMI Task work item form

    CMMI Task work item form - tabs

  3. Define os campos na parte superior do formulário e para cada aba na parte inferior do formulário de acordo com o tipo de work item selecioando.
  4. Salve os dados preenchidos clicando no botão Salvar da barra de ferramentas do formulário.
    NoteNote
    Depois de salvar o item de trabalho, o identificador aparece no título sob a barra de ferramentas do item de trabalho.
Criando diversos requisitos, tarefas ou outros itens de trabalho de uma só vez.


Você pode definir rapidamente várias tarefas que são automaticamente ligadas a requisitos usando o Office Excel. Além disso, você pode definir rapidamente requisitos, tarefas e Issues usando o Office Excel. Para mais informações, consulte os seguintes tópicos:

Criando um item de trabalho que liga automaticamente para outro item de trabalho


Você pode criar um item de trabalho que liga automaticamente para um requisito existente ou outro item de trabalho. Você pode executar essa ação a partir de uma formulário aberto de item de trabalho ou a partir de uma lista de resultados de uma consulta de item de trabalho.

Como criar um item de trabalho que está vinculado a um item de trabalho existente

  1. Abra ou Team Web Access ou Team Explorer, e conectar-se a coleção de projeto que contém o projeto de equipe que você deseja definir o item de trabalho ligados.
  2. Clique com o botão direito do mouse em Open Work Items team query, e clique em Open.
  3. Execute uma das ações abaixo:
    • Em Team Web Access, clique na seta ao lado do item de trabalho existente para o qual você deseja vincular o novo item de trabalho, e clique em Adicionar Novo Item de Trabalho relacionado.
    • Em Team Explorer, clique com o item de trabalho existente para o qual você deseja vincular o novo item de trabalho, e clique em Adicionar Novo Item de Trabalho relacionado.

    A caixa de diálogo para vínculo de work items deverá abrir:

    Add a new linked task to an issue or bug

  4. Defina os campos abaixo:
  • Na lista Tipo de link, clique no tipo de ligação que corresponde à relação entre os itens de trabalho que você deseja criar.
  • Para criar um link de um requerimento para uma tarefa
  • Para criar um link para outro tipo de work item cique em Related ou outro tipo de link
    • Na lista de Tipo de Work Item , clique no tipo de work item que deseja criar
    • In Title, type a name that describes the requirement, task, or other type of work item to be tracked.
    • (Opcional) Em Comentários adicione as informações complementares.
  1. Clique em Ok .Um nova work item deve abrir com as informações inseridas e vinculada a work item Pai ( original )
  2. Complemente os dados da nova work item
  3. Clique em Salvar
Criando casos de testes e planos de teste, usando o Test and Lab Manager

By using Test Manager, you can create not only test cases but also test suites and test configurations that support testing your project. You can use test configurations to define the software environment under which you want to run your test cases and test suites.

Usando o Gerenciador de teste, você pode criar não só casos de teste mas também testar suites e configurações de teste que suportem o teste de seu projeto. Você pode usar configurações de teste para definir o ambiente de software em que você deseja executar casos de teste e suites de testes.

Planos de Teste, Suites de teste, e configurações de teste

Components of a Test PlanVocê pode agrupar seus casos de teste em conjunto, organizando-as em uma hierarquia de conjuntos de testes em seu plano de teste. Com a criação de conjuntos de testes, você pode executar conjuntos de casos de teste como um grupo. Para mais informações sobre como usar o Gerenciador de teste para definir casos de teste, suítes de testes e planos de teste, consulte  Testing the Application.

Abertura e acompanhamento de bugs usando Test Runner e Teste and Lab Manager


Usando o Gerenciador de teste, você pode enviar automaticamente erros que contêm informações sobre o caso de teste e ambiente de teste que você executou, além da etapa de teste específico em que você descobriu um defeito de código. Erros que você cria usando Test Manager automaticamente ligar o bug para o caso de teste que estava sendo executado quando você descobriu o bug.

Alpha

Você pode criar bugs das seguintes maneiras:

• A partir de Test Manager, quando você executar um teste usando Test Runner, ver o resultado do teste, ou ver os seus erros

• A partir de Acesso Web Team ou Team Explorer

• A partir do Office Excel (útil se você estiver enviando bugs múltiplas ao mesmo tempo)

Para obter informações sobre como enviar, rastrear e verificar erros e correções usando o Gerenciador de teste, ver o conteúdo relacionado na tabela a seguir.
Tarefas Conteúdo Relacionado
Criar um bug. Quando você notar um comportamento inesperado do aplicativo durante ad hoc o teste, você pode criar rapidamente um erro.
Coletar dados de diagnóstico para suportar depuração. Usando Test Runner, você pode coletar dados de rastreamento de diagnóstico em um aplicativo que foi escrito com código gerenciado, o que um desenvolvedor pode usar com Intellitrace para isolar erros.
Crie um arquivo de log gravado ação e adicioná-lo a um bug. Você pode gravar ações como texto em um arquivo de log quando você executar os testes manuais. Você pode adicionar automaticamente esse arquivo para qualquer bug que você criar como você executar o teste manual.
Criar um caso de teste a partir de um erro e um arquivo de log gravado a ação. Você pode usar um log de ação para criar um caso de teste manual de um bug ou um resultado do teste. Usando essa abordagem, você pode criar casos de teste sem ter que digitar todas as etapas.
Verificar e atualizar o status de um bug com base nos resultados do teste. Se você enviar um bug que é baseado em um caso de teste, você pode verificar que o bug diretamente da lista de erros no meu Microsoft Test Manager. Para adotar essa abordagem, o resultado do teste deve ser associado a esse caso de teste. Você pode rapidamente executar novamente o teste, mudar o status do bug com base nos resultados e adicionar comentários para o bug.

Exibindo itens de trabalho que são atribuídos a você


Como um membro da equipe, você pode encontrar rapidamente os itens de trabalho que são atribuídas a você abrindo o Meu Trabalho consulta de equipe Itens ou acessando meu painel. Para mais informações, consulte os seguintes tópicos

Personalizando Tipos de Work Items e Tarefas Relacionadas
Tarefas Conteúdo Relacionado
Saiba mais sobre os campos que você pode usar para rastrear as informações em todos os tipos de itens de trabalho. O banco de dados de itens de trabalho de rastreamento armazena dados para campos que não aparecem nos formulários de item de trabalho. Você pode aprender mais sobre esses campos de item de trabalho, restrições em domínios específicos, e que os campos que são relatados e indexados.
Adicione, remove ou personalize a forma como você usa cada tipo de item de trabalho para monitorar os dados. Você pode personalizar um tipo de item de trabalho existente ou criar um tipo para atender às suas necessidades. Cada tipo de item de trabalho corresponde a um arquivo de definição XML que é importado para um projeto de equipe.
Personalize objetos para controlar os itens de trabalho para apoiar suas necessidades para projetos de rastreamento. Você pode personalizar os campos de dados, fluxo de trabalho e formulários de item de trabalho que sua equipe usa para rastrear progress.To personalizar um objeto para itens de trabalho de rastreamento, você modificar um arquivo XML e importá-lo para o servidor que hospeda a coleção de projeto.
Adicione, remove ou modifique os estados ou transições que fluxo de trabalho de controle. Você controla o fluxo de trabalho através da definição de seu estado inicial, seus estados válidos, as transições válidas entre os estados, e os usuários ou grupos que têm permissão para executar essas transições. A seção de fluxo de trabalho do tipo de item de trabalho controla a forma como um item de trabalho é controlada.
Modificar e personalizar a forma de um tipo de item de trabalho. Você pode controlar como um tipo de item de trabalho apresenta elementos de interface do usuário através da seção FORMULÁRIO da definição para o tipo de item de trabalho. Cada tipo de item de trabalho deve ter apenas uma forma. Você pode descrever a forma inteira, que inclui todos os seus guias, campos e grupos.
Sobre a DANRESA – Com mais de 14 anos de experiência no mercado de TI, a DANRESA é uma Consultoria de Informática com atuação em todo o território nacional, focada em duas linhas de serviços principais e complementares: Fábrica de SoftwareDesenvolvimento de Sistemas, Infraestrutura e Outsourcing de TI. A área de Desenvolvimento é voltada a Projetos de Negócios por meio de Sistemas Personalizados de TI de acordo com a especificidade de cada cliente, realizando levantamento dos processos, análise e programação através de sua fábrica de software ou com profissionais alocados no cliente. Já a área de Infraestrutura inclui serviços como Outsourcing de TI, Gerenciamento e Monitoramento de equipamentos de missão crítica como Servidores, Roteadores, Switches e Links de conectividade, Instalação e Manutenção de pontos de rede, voz e dados, Suporte Técnico por meio de Service Desk – em que os atendimentos são feitos por uma equipe especializada e certificada nas práticas do ITIL – entre outros. Com cerca de 400 colaboradores e 100 clientes, a DANRESA possui em sua carteira empresas como ANFAVEA, BASF (Suvinil), Ernst Young, Sem Parar, Schneider, CBC, Eurobras, Avape, Alves Feitosa Advogados, Instituto Airton Senna, Grupo Kaduna, CVC, WoodBrook, Salles Leite (Iguaçu Energia ), etc. Para mais informações, ligue: (11) 4452-6450